Os Maravilhosos Gráficos Interativos que Trazem os Números da Disparidade de Gênero em Hollywood

Na maior análise de cinema da História, o site Polygraph dissecou 2000 roteiros e trouxe à tona exatamente quão profunda é a disparidade de gênero em Hollywood.

gráficos

Todo mundo já sabe que Hollywood tem um problema sério de machismo e racismo. Mas exatamente quão sério é esse problema? Foi buscando responder essa pergunta que os pesquisadores do site Polygraph – Hannah Anderson e Matt Daniels – resolveram fazer a maior análise de roteiros da História, com objetivo de ver se, em números, a crítica ao machismo de Hollywood se sustentava. Abaixo você confere os resultados.

Filmes da Disney

Depois que as pesquisadoras Carmen Fought e Karen Eisenhauer demonstraram em janeiro desse ano que personagens masculinos costumam ter mais falas mesmo nos filmes de princesa de Disney, Anderson e Daniels resolveram ampliar a pesquisa e analisar mais umas duas dezenas de filmes do estúdio.

poly legendado

O resultado: 22 de 30 filmes da Disney tem mais falas masculinas do que femininas – mesmo em filmes com protagonismo feminino.

2.000 Roteiros Categorizados por Gênero

Analisando centenas de roteiros, a disparidade de gênero ficou ainda mais clara para a dupla. Mesmo comédias românticas têm diálogos, em média, 58% masculinos. Uma Linda Mulher e 10 Coisas que eu Odeio em Você, por exemplo, têm mulheres como protagonistas, mas ambos os filmes têm mais falas masculinas por causa da quantidade superior de homens como coadjuvantes.

gráficosNo gráfico acima, cada pontinho é um filme. Originalmente, o gráfico é interativo – você pode verificar que filme é cada pontinho e até a distribuição de falas masculinas e femininas em cada um deles (entre no Polygraph para brincar!).

 

O mesmo fenômeno pode ser observado nos filmes de princesa da Disney. De acordo com Carmen Fought e Karen Einsehauer, a partir da década de 1990 as animações passaram a trazer elencos muito maiores, e grande parte dos papéis secundários foram (e ainda são) preenchidos por personagens masculinos. De donos de loja, bibliotecários, inventores até vilões e sidekicks (aqueles personagens engraçadinhos que estão sempre com o protagonista), a vasta maioria é homem. De acordo com Eisenhauer isso acontece porque estamos treinados (pelo machismo) a achar que homem é a norma. Por isso, se você já tem uma protagonista mulher, oras, então todo o resto tem que ser homem, claro!

gráficos

No fim, o resultado da pesquisa do Polygraph mostrou que em apenas 22% dos filmes mulheres têm o maior número de falas. Em 34%, elas têm a segunda maior quantidade de diálogos; e em apenas 18% dos filmes analisados elas ocupam pelo menos 2 ou 3 dos papéis principais em um filme. Para homens, esse é o caso em 82% dos filmes.

gráficos

No Polygraph, é possível ‘caminhar’ na escala para ir vendo as informações de cada filme analisado.

 

Diferença de Idade – Homens X Mulheres

Com o objetivo de verificar se há exclusão de mulheres mais velhas em Hollywood, a dupla verificou a idade de cada ator e atriz na data de lançamento de cada filme.

gráfico

O resultado: o número de diálogos escritos diminui significativamente para mulheres com mais de 40 anos. Para homens ocorre o oposto: existem mais papéis disponíveis para atores mais velhos. Lembrando que recentemente a atriz Maggie Gyllenhaal (38) revelou que não conseguiu um papel porque, segundo lhe disseram, ela era velha demais para fazer o papel de amante de um homem de 55 anos.

Todos os Diálogos, por Personagem e Gênero

Por último, o Polygraph disponibilizou o gráfico interativo abaixo, em que você pode verificar dados pelo tipo de filme, a década e a distribuição de falas por gênero; e visualizar, na coluna da direita, todos os filmes que se encaixam nos filtros e a quebra de falas masculinas e femininas em cada um deles, por personagem.


Você também pode brincar com esse e com todos os gráficos no próprio site do Polygraph.

Observação: para cada roteiro, a dupla mapeou personagens com pelo menos 100 palavras de diálogo. Por esse motivo, é possível que um filme tenha falas femininas, mas que isso não se reflita no gráfico porque elas não passam de 100 palavras no filme inteiro.

Leia também Como a Falta de Mulheres em Hollywood Contribui para a Desigualdade de Gênero na Vida Real.