Documentário Escancara Efeitos Nocivos das Noções Atuais de Masculinidade

O documentário The Mask You Live In é obrigatório para quem deseja entender o impacto nocivo das nossas noções atuais de masculinidade – tanto em indivíduos, como na sociedade como um todo.

masculinidade

Em 2011, a cineasta Jennifer Siebel Newson lançou o documentário Miss Representation – escrito, produzido e dirigido por ela. Através de estatísticas e inúmeros depoimentos de adolescentes e de mulheres que atuam tanto na mídia como na política, a cineasta trouxe à tona uma reflexão importante sobre o impacto social da má representação de mulheres nas variadas plataformas atuais de mídia, incluindo a hipersexualização do corpo feminino e a limitação de papéis destinados a elas no cinema e na televisão. Além disso, ela ainda traçou  um paralelo entre os efeitos dessa tendência e a falta de representatividade feminina no cenário político.

O impacto de Miss Representation foi enorme e iniciou todo um movimento. A  partir dele surgiu a ONG The Representation Project, que tem o objetivo de educar e promover ação social para que o cenário de mídia atual possa mudar. E foi a partir desse projeto que Newson conseguir lançar outro documentário: o aclamado The Mask You Live In.

Lançado em 2015, The Mask You Live In prova ser outro documentário essencial para a discussão de gênero e mídia, trazendo dessa vez uma reflexão sobre como as nossas noções ultrapassadas de masculinidade têm um impacto nocivo em meninos, meninas e na sociedade como um todo. De acordo com Newson, a inspiração para o filme veio quando ela engravidou de seu filho.

“Era muito importante pra mim que eu pudesse criar um filho que poderia ser verdadeiro sobre quem ele realmente é, que não sentiria a necessidade de estar sempre provando a sua masculinidade”.

Depois de arrecadar $101,111 dólares através de financiamento coletivo, Newson colocou a ideia em prática e criou um documentário que é não só tocante, como extremamente completo e esclarecedor. Assim como em Miss Representation, a cineasta traz ao público uma discussão muito bem embasada e abrangente, tocando em diversas questões de forma clara e didática.

Disponível no Netflix, The Mask You Live In é material obrigatório para quem deseja entender as construções sociais nocivas de gênero e o seu impacto tanto em indivíduos, como na sociedade como um todo. 

Leia também 7 Estereótipos Masculinos que Hollywood Precisa Parar de Usar; e Miss Representation e o Impacto da Má Representação de Mulheres na Mídia.