19 Filmes para Pensar em Questões de Gênero (Parte 3)

Para quem pretende conhecer mais filmes que reflitam sobre a questão de gênero ao redor do mundo, aqui vai uma lista com mais dezenove títulos para o seu deleite. 

gênero

Essa é a segunda parte da lista de filmes para pensar em questões de gênero. A primeira e a segunda parte você pode visualizar aqui e aqui.

“Ninguém nasce mulher, torna-se mulher”. A famosa frase da escritora e filósofa Simone de Beauvoir, encontrada no segundo volume de seu livro “O Segundo Sexo – A Experiência Vivida” foi a inspiração para a criação dessa postagem.

Decidi montar uma lista cinematográfica que fala sobre “o segundo sexo” ou como a condição feminina é retratada como “o outro sexo” ao redor do mundo. E nada melhor do que o cinema como instrumento para a representação das vivências de mulheres através de países, culturas e etnias diferentes.

Todas as mulheres ao redor do mundo (mesmo nos países conhecidos como “os mais igualitários do mundo”) enfrentam em algum momento de suas vidas situações machistas, sexistas e preconceituosas pelo simples fato de ser uma mulher (cis ou trans). Outras abordam além desses problemas citados, o racismo, como o caso das mulheres negras. Seja no ambiente de trabalho, seja na escola, seja na favela. Nascer mulher ou “tornar-se mulher” ainda é considerado um ato revolucionário na sociedade atual.

Para quem pretende conhecer mais filmes que reflitam sobre a questão de gênero ao redor do mundo, essa lista é feita para você!

Tomboy

gênero

Sinopse: Laure é uma garota de 10 anos, que vive com os pais e a irmã caçula, Jeanne. A família se mudou há pouco tempo e não conhece os vizinhos. Um dia Laure resolve ir na rua e conhece Lisa, que a confunde com um menino. Laure, que usa cabelo curto e gosta de vestir roupas ditas “masculinas”, aceita a confusão e lhe diz que seu nome é Mickaël. A partir de então ela leva uma vida dupla, já que seus pais não sabem de sua falsa identidade. O filme explora a importância da sociedade na aceitação e compreensão de crianças que não se identificam com sua identidade de gênero.

Ano: 2012. Direção: Céline Sciamma

 Dois dias, Uma noite

gênero

Sinopse: Sandra tem apenas um final de semana para convencer seus colegas de trabalho a abrirem mão de um bônus salarial, para que ela possa manter seu emprego.

Ano: 2014. Direção: Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne

Flor do Deserto

gênero

Sinopse: Waris Dirie nasceu em uma família de criadores de gado nômades, na Somália. Aos 13 anos, para fugir de um casamento arranjado, ela atravessou o deserto por dias até chegar em Mogadishu, capital do país. Seus parentes a enviaram para Londres, onde trabalhou como empregada na embaixada da Somália. Ela passa toda a adolescência sem ser alfabetizada. Quando vê a chance de retornar ao país, ela descobre que é ilegal da Somália e não tem mais para onde ir. Com a ajuda de Marylin, uma descontraída vendedora, Waris consegue um abrigo. Ela passa a trabalhar em um restaurante fast food, onde é descoberta por um famoso fotógrafo. Através da ambiciosa Lucinda, sua agente, Waris torna-se modelo. Só que, apesar da vida de sucesso, ela ainda sofre com as lembranças de um segredo de infância.

Ano: 2009. Direção: Sherry Horman

As Virgens Suicidas

gênero

Sinopse: Durante a década de 70, o filme enfoca os Lisbon, uma família saudável e próspera que vive num bairro de classe média de Michigan. O Sr. Lisbon  é um professor de matemática e sua esposa é uma rigorosa religiosa, mãe de cinco atraentes adolescentes, que atraem a atenção dos rapazes da região. Porém, quando Cecília, de apenas 13 anos, comete suicídio, as relações familiares se decompõem rumo a um crescente isolamento e superproteção das demais filhas, que não podem mais ter qualquer tipo de interação social com rapazes. Mas a proibição apenas atiça ainda mais as garotas a arranjarem meios de burlar as rígidas regras de seus pais.

Ano: 1999. Direção: Sofia Coppola

A Excêntrica Família de Antonia

gênero

Sinopse: O filme conta a história de uma encantadora geração de mulheres. Comandada por Antonia, a saga familiar atravessa três gerações, falando de força, de beleza e de escolhas que desafiam o tempo. Nesse universo conhecemos curiosos personagens, como o filósofo pessimista, a neta superdotada, a filha lésbica, a avó “louca”, o padre herege, a amiga que adora procriar, a vizinha que sofre abusos sexuais e os muitos amigos que são acolhidos por sua generosidade.

Ano: 1995. Direção: Marleen Gorris

Violette

gênero

Sinopse: No início dos anos XX, a escritora Violette Leduc encontra a filósofa Simone de Beauvoir. Nasce entre as duas uma intensa amizade que dura toda a vida, ao mesmo tempo que Simone encoraja Violette a escrever mais, expondo as suas dúvidas e medos, abordando todos os detalhes da intimidade feminina.

Ano: 2013. Direção: Martin Provost

Rosa Luxemburgo

gênero

Sinopse: Conta a história da militante, oradora e teórica marxista Rosa Luxemburgo (1871-1919), eminente representante do pensamento e da ação social-democrata na Europa. Ao lado de Karl Liebknecht e outros colegas, ela tentou arduamente impedir a 1ª Guerra Mundial, que explodiu em 1914 e terminou em 1918.

Ano: 1986. Direção: Margarethe von Trotta

4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias

gênero

Sinopse: Em 1987, nos últimos dias do comunismo, Otilia e Gabita dividem um quarto num dormitório estudantil. Elas são colegas de classe na universidade de uma pequena cidade romena. Gabita está grávida e o aborto é ilegal no país. Otilia aluga um quarto num hotel barato. Lá elas recebem um certo Sr. Bebe, chamado para resolver a questão. Mas, ao saber que Gabita está com a gravidez mais adiantada do que havia informado, Sr. Bebe aumenta as exigências para o serviço. Ele cobra um preço que as duas não estão preparadas para pagar.

Ano: 2007. Direção: Cristian Mungiu

As Horas

gênero

Sinopse: Em três períodos diferentes vivem três mulheres ligadas ao livro “Mrs. Dalloway”. Em 1923 vive Virginia Woolf, autora do livro, que enfrenta uma crise de depressão e idéias de suicídio. Em 1949 vive Laura Brown, uma dona de casa grávida que mora em Los Angeles, planeja uma festa de aniversário para o marido e não consegue parar de ler o livro . Nos dias atuais vive Clarissa Vaughn, uma editora de livros que vive em Nova York e dá uma festa para Richard, escritor que fora seu amante no passado e hoje está com Aids e morrendo.

Ano: 2002. Direção: Stephen Daldry

Depois de Lúcia

gênero

Sinopse: Desde a morte de sua esposa, Roberto não consegue dedicar muito tempo à sua filha Alejandra, uma jovem de 15 anos. Para escapar da depressão que passa a dominar a rotina dos dois, pai e filha deixam a cidade de Vallarda em busca de uma nova vida na Cidade do México. Envergonhada e incapaz de explicar para o pai as razões, Alejandra omitirá as humilhações e abusos emocionais e físicos sofridos em seu novo colégio. Os dois vão se distanciando cada vez mais, à medida que a violência toma conta de suas vidas.

Ano: 2012. Direção: Michel Franco

A Maçã

gênero

Sinopse: Esposa e marido mantêm as filhas gêmeas presas, seguindo vagos preceitos do Alcorão. As meninas são soltas após 11 anos em cativeiro, e têm que descobrir o mundo com olhos infantis que nunca conheceram nada além de sua alcova.

Ano: 1998. Direção: Samira Makhmalbaf

Difret

gênero

Sinopse: Uma menina de 14 anos está a caminho de casa quando tentam sequestrá-la, mas muito valente acaba disparando no homem. Na sua aldeia, a prática de sequestro em casamento é comum e uma das mais antigas tradições da Etiópia. Meaza Ashenafi, uma jovem advogada competente e tenaz, chega a cidade para representar Hirut e argumentar que ela agiu em legítima defesa.

Ano: 2014. Direção: Zeresenay Mehari

Eternamente Pagu

gênero

Sinopse: O filme com a história de Patricia Galvão (conhecida como Pagú), ativista política, literária e artística, que escandalizou a sociedade burguesa brasileira na primeira metade do século. Viveu um romance com Oswald de Andrade, filiou-se ao Partido Comunista e quase foi deportada para a Alemanha nazista. Depois de uma viagem ao exterior, volta ao Brasil, é presa e, ao sair, rompe com o partido e se dedicando ao teatro de vanguarda.

Ano: 2014. Direção: Jean-Pierre Dardenne e Luc Dardenne

Anjos Rebeldes

gênero

Sinopse: O filme narra os fatos que culminaram na criação do “La Voz de la Mujer” em 1886, o jornal anarco-feminista, desde o qual um grupo de pioneiras lutavam pelo amor livre, a igualdade de direitos e o fim de toda dominação quando ainda não despontava o século XX. “La Voz de la Mujer” é o primeiro na América Latina que englobou as idéias anarquistas e feministas.

Ano: 2004. Direção: Katja von Garnier

Olmo e a Gaivota

gênero

Sinopse: Uma travessia pelo labirinto da mente de uma mulher. O filme conta a história de Olivia, atriz que se prepara para encenar A Gaivota, de Tchekov. Quando o espetáculo começa a tomar forma, Olivia e seu companheiro Serge, que se conheceram no Théâtre du Soleil, descobrem que ela está grávida. Os meses de gravidez se desdobram como um rito de passagem, que forçam a atriz a confrontar seus medos mais obscuros. O desejo de Olivia por liberdade e sucesso profissional bate de frente com os limites impostos pelo seu próprio corpo. Ela se olha no espelho e vê as duas personagens femininas de A Gaivota – Arkadina, atriz que está envelhecendo, e Nina, atriz que se perde na loucura – como inquietantes reflexos de si mesma.

Ano: 2015. Direção: Petra Costa e Lea Glob

Para Sempre Lilya

gênero

Sinopse: Lilya tem 16 anos e vive em um subúrbio pobre, em algum lugar da antiga União Soviética. Sua mãe mudou-se para os Estados Unidos, com seu novo marido, e Lilya espera que ela lhe envie algum dinheiro. Após algum tempo sem receber notícias nem qualquer quantia dela, Lilya é obrigada a se mudar para um pequeno apartamento, que não possui luz nem aquecimento. Desesperada, ela recebe o apoio de Volodya, um garoto de apenas 11 anos que de vez em quando dorme no sofá de Lilya. A situação muda quando Lilya se apaixona por Andrei, que a convida para iniciar uma nova vida na Suécia. Apesar da desconfiança de Volodya, Lilya aceita o convite e viaja com Andrei.

Ano: 2002. Direção: Lukas Moodysson

Cairo 678

gênero

Sinopse: O filme aborda um retrato da sociedade egípcia, a partir dos pontos de vista de três mulheres, de diferentes classes sociais, que sofrem assédios constantes nas ruas, quando então elas resolvem não mais permanecerem em silêncio.

Ano: 2010. Direção: Mohamed Diab

O Círculo

gênero

Sinopse: Três mulheres acabam de receber indultos para deixar a prisão. As perspectivas, porém, são piores. Mesmo em liberdade, elas se sentem em uma grande prisão, com os direitos reduzidos e cercados pelos homens.

Ano: 2000. Direção: Jafar Panahi

O Julgamento de Viviane Amsalem

gênero

Sinopse: Em Israel, somente os rabinos tem o poder de firmar ou dissolver um casamento. Mas esta última opção só se concretizará se houver total consentimento do marido. Viviane Amsalem está pedindo um divórcio há três anos, mas seu marido, Elisha, a nega. A intransigência do marido e a determinação de Viviane em lutar por sua liberdade dão o contorno deste processo.

Ano: 2014. Direção: Ronit Elkabetz e Shlomi Elkabetz


Fiz uma lista no site Filmow, onde você encontrará os filmes que mencionei nessa postagem. Irei atualizando a lista aos poucos com novas dicas.

Gostou da lista? Envie mais sugestões nos comentários!:)

gênero

*Texto publicado originalmente em Delirium Nerd. Arte do topo por Raquel Thomé.

Leia também 16 Filmes para pensar em questões de gênero (Parte 1) e 20 Filmes para pensar em questões de gênero (Parte 2). Confira outros textos relacionados abaixo.

Leia também no Delirium Nerd